Notícias

Desmistificando o Business Intelligence (BI) nos novos tempos

Todo mundo está afirmando que este ano as empresas definitivamente investirão fortemente em soluções de Business Intelligence. Tanto é que o Gartner divulgou recentemente dados de pesquisa que apontam um crescimento de 20% em 2007 de BI na receita das grandes empresas. 

Mas o que é Business Intelligence ou BI? A palavra significa Inteligência de Negócio. O BI trata-se de uma tecnologia capaz de possibilitar as empresas organizarem grandes quantidades de seus dados, de forma ágil, cruzando as informações para permitir uma tomada de decisões mais acertada e fácil nos negócios. 

Para exemplificar, vamos pensar em um caso hipotético, uma companhia de bebidas gostaria de descobrir várias informações até então desconhecidas. Como funciona, o BI “pega” todos os dados da sua empresa como vendas, estoque, logística, financeiro e outros, e combina tudo isso com a ajuda de uma solução e oferece uma informação que determinada região está vendendo mais só que tem problemas de logística. A partir disso, o gestor pode tomar uma decisão de como solucionar esta questão.

O BI pode ser utilizado para atingir muitas metas, tais como novas oportunidades de negócios, contribuir em uma visão mais profunda do consumidor, aumentar o faturamento, reduzir os custos, ajustar os orçamentos. Pode também contribuir para substituir relatórios e procedimentos de relatos estáticos por dinâmicos e em tempo real, garantindo que as ações sejam realizadas a qualquer momento. 

Vale explicar que data warehouse é um dos conceitos básicos que está por trás das estratégias de BI, que permite aproveitar a vantagem de ter criado uma base de conhecimento ao longo do tempo. 

Mas para que essas informações sejam facilmente perceptíveis na solução é importante que a inserção de dados no sistema seja correta e verídica. Se não, a decisão pode ser prejudicada. Daí, surgiu um dos grandes entraves do BI: a falta de percepção disso pelos funcionários das empresas. Então, fica claro que um dos primeiros passos para implantação de uma solução de BI é o treinamento, a cultura interna da empresa para perceber que os dados ao serem inseridos no sistema, servirão muitíssimo para decisões futuras.

Essa afirmação é apoiada pelo vice-presidente da Gartner Research Mananing, Ian Bertram, que comenta que o BI não é bem compreendido pelos funcionários das empresas e que o foco deve ser em 2007 é o treinamento. 

Soluções Microsoft

Uma das novidades é a entrada maciça da Microsoft neste mercado, que pretende mudar todo o cenário com o lançamento do Excel Services que terá como base o Performance Point Server e o Sharepoint 2007. Além das grandes corporações, que já utilizam a plataforma .Net, migrarão possivelmente para essa solução, com o objetivo de ter apenas um fornecedor de sistemas, o pacote deverá possibilitar as médias e pequenas empresas a adotarem o BI para os seus negócios. 

Atualmente, a Microsoft já oferece com o MSSQL Server 2005, o Analysis Services, o Integration Services e o Reporting Services. Todos eles podem e devem operar juntos, criando com muita facilidade os mecanismos para uma visão estratégica do negócios para a tomada de decisões. Ian Betram reforça o coro: “Veremos também um avanço agressivo da Microsoft neste ano com o lançamento do Excel Services com parte do Office 2007 e as aplicações associadas PPS que usarão o Excel”.

Marcos Abéllon

Diretor Geral da W5 Solutions, empresa recentemente premiada pela Microsoft por uma de suas soluções de Business Intelligence (BI)


Open Frut implanta solução Matrix, no conceito SaaS, da W5 Solutions

Com quatro anos de existência a Open Frut, distribuidora brasileira de frutas e permissionária do CEAGESP, está buscando a consolidação no mercado através do seu diferencial de ser uma empresa que distribui frutas selecionadas com exclusividade a supermercados, hotéis e restaurantes para todo o País. Para conquistar essa meta, a Open Frut deu o primeiro passo e contratou a W5 Solutions para implantar a solução de gestão Matrix no conceito Software as a Service (SaaS). 

“Tínhamos uma solução anterior de gestão, mas não atendia às nossas necessidades. Decidimos ter uma solução mais abrangente e voltada ao varejo, e escolhemos a W5 Solutions. Nessa época, tínhamos acabado de conquistar uma grande conta, para atender 7 unidades, e precisaríamos ter uma boa infra-estrutura”, afirma a proprietária da Open Frut, Maria Aparecida Henrique.

O processo de pré-vendas e a implantação da W5 Solutions na Open Frut levou cerca de seis meses. Foram treinados dois funcionários por cerca de 1 mês para utilizar o sistema e atualmente a empresa tem a sua disposição os 16 módulos do sistema, como: ADM, Financeiro, Controle de Pedido, Venda, Estoque e Fluxo de Caixa. 

“No início da implantação tivemos dificuldades, principalmente porque estávamos com falta de recursos humanos. Agora contratamos mais funcionários e o sistema está funcionando bem. Ainda estamos utilizando apenas as funções básicas, mas sei do potencial do sistema. Outra coisa percebi é que a W5 Solutions tem uma proposta séria e oferece total suporte ao cliente. Eles são muito prestativos. Eles não vendem uma solução e depois largam o cliente com o ‘abacaxi’ nas mãos”, explica Cida. 

As principais melhorias verificadas foram no controle de mercadoria e também garantiu mais agilidade ao processo de vendas. “Compro muita mercadoria e não tinha muito controle. Antes recebíamos duas duplicatas do mesmo fornecedor com datas diferentes e bancos diferentes e pagávamos. Hoje o sistema barra e não permite que isso ocorra”, conta Cida. 

Em virtude da Open Frut não dispor de um sistema de gestão eficiente até então, o processo de prospecção de clientes foi suspenso. “Mas agora sabemos que estamos preparados para crescer. Esperamos que daqui 2 a 3 meses consigamos aumentar em 40% o volume de vendas. Queremos também diminuir os custos, ter todos os dados da empresa no sistema e gerenciar os relatórios para melhor gerir a empresa com números reais em mãos”, afirma Cida. 

O próximo passo da Open Frut é transportar todas as informações para o data-center da W5 Solutions. “Decidimos também mudar para a versão WEB, pois é bem mais seguro do que no nosso servidor. Aqui no Ceagesp sofremos de um problema sério, enchentes, várias vezes perdemos tudo e ficamos alagados. Então, é importante garantir a segurança das nossas informações e saber que estarão a salvo em outro local”, enfatiza Cida. 

Matrix

O sistema contempla os principais módulos de um ERP integrado (Recebimento, Faturamento Estoque, Financeiro, Fluxo de Caixa, etc) e traz inúmeras funcionalidades inovadoras para o dia a dia do usuário em virtude de ser baseado no conceito de workspace, como menu suspenso e flutuante, mini-telas e favoritos. Outra característica importante do conceito é a flexibilidade na abertura de várias janelas simultaneamente. O controle de acesso pode ser feito por usuário ou por grupo e possibilita a visualização somente das opções autorizadas a cada um.

Os módulos do Matrix são simples, de fácil utilização e trazem grande flexibilidade ao processo administrativo da empresa. Entre as facilidades estão: flexibilidade na aplicação de descontos e acréscimos fixos, histórico de todas as compras e vendas, previsão no fluxo de caixa desde o pedido, permite emissão de Nota Fiscal sem pedido, oferece estatísticas com drill-down até a NF entre outras funções. Outro módulo oferecido é o de Automação de Força de Vendas (AFV), que serve para equipamentos móveis como PDAs, e é totalmente integrado ao sistema.

De acordo com o Diretor Geral da W5 Solutions, Marcos Abellón, “ Estamos muito felizes com o resultado do Matrix. A solução de gestão atende às necessidades do varejo e é inovadora, pois pode ser adotada em vários formatos, incluindo o novo conceito SAAS”, conta. 

Sobre a Open Frut

A Open Frut abastece supermercados, hotéis e restaurantes e atende clientes de São Paulo, Cuiabá, Campo Grande, Brasília, Santa Catarina e Paraná. 

Perfil da W5 Solutions

A W5 Solutions foi fundada em 2003 e atende a empresas dos mais diversos segmentos, atuando principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A W5 Solutions desenvolve soluções customizadas na web e dispõe de profissionais altamente capacitados e certificados na plataforma de BI para oferecer consultoria, desenvolvimento e gerenciamento de projetos.  

 


Como evitar o infarto cardíaco?

Como descobrir se tenho chances de ter um infarto? São vários os fatores apontados por especialistas como indicados para descobrir quem tem maior probabilidade de sofrer de um ataque cardíaco ou até uma morte súbita. Em até 20% dos indivíduos acometidos por este mal, a dor no peito é o primeiro e o último sintoma. Como evitá-lo se a sua progressão geralmente é silenciosa? Para isso, alguns exames podem ajudar. Este assunto será tema do 34º Congresso Brasileiro de Análises Clínicas (CBAC) e 7º Congresso Brasileiro de Citologia Clínica (CBCC) com a palestra “Da prevenção ao infarto agudo do miocárdio: o papel dos marcadores de risco cardiovascular e de lesão miocárdica na prática clínica”, do médico do Hospital Albert Einstein, Dr. Jairo Roberto Neubauer Ferreira.  

Segundo o Dr. Jairo R. Neubauer existem fatores de risco que podem acelerar o processo de formação de placas de gorduras nas paredes dos vasos, alteração esta que pode acarretar no infarto cardíaco. Os fatores de riscos clássicos são diabetes, hipertensão, dislipidemias (alterções do colesterol e triglicérides) e tabagismo, idade e história familiar precoce, dos quais apenas os dois últimos não são passíveis de serem modificados. Existem ainda os fatores de risco condicionantes como sedentarismo, obesidade e alcoolismo que podem levar à instalação dos fatores ditos clássicos (ex. obesidade levando ao diabetes). Por fim, os marcadores de risco como a Proteína C Reativa, a Lp(a), homocisteína e o fibrinogênio. 

“Estimar o risco de eventos cardíacos (infarto ou morte) não é uma tarefa fácil. O estudo de Framingham, principal estudo dentro da área da cardiologia, possibilitou a construção de uma tabela para este fim. Nesta estão incluídos os principais fatores de risco cardiovascular dando pontuações ou pesos a possíveis alterações. Infelizmente tal ferramenta tem suas limitações, obrigando o cardiologista a estar constantemente buscando outros parâmetros para fazer o ajuste fino desta investigação. Um destes parâmetros é a proteína C reativa, um marcador inflamatório que relaciona-se com um risco 2 a 3 vezes maior de eventos cardíacos. Isto porque a inflamação instabiliza a placa de gordura, podendo levar à ruptura e com isso bloqueio do fluxo sangüíno naquele vaso.” explica Dr. Jairo R. Neubauer.

34º CBAC

O evento terá cerca de 95 palestras de Análises Clínicas com professores e profissionais renomados e contará ainda com uma programação social à noite. Os temas do 34º CBAC estão divididos por seis subáreas: Hematologia, Imunologia, Bioquímica, Microbiologia, Gestão Estratégica e da Qualidade, Biologia Molecular, Parasitologia e Especialidades Diversas. São esperados cerca de 25.000 visitantes, que também poderão ver gratuitamente as novidades em serviços e produtos da área laboratorial na área de Exposição, a qual contará com aproximadamente 100 expositores. 

As inscrições estão abertas para o Congresso e podem ser feitas pelo site: www.cbac.org.br

Serviço:

34º CBAC e 7º CBCC
Data: 10 a 14 de junho de 2007
Horário: 09h às 19h
Local: ExpoMinas – Belo Horizonte (MG)
Tel: (62) 3214-1005
e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
site
: www.cbac.org.br

Sobre o CBAC

Desde 1971, a Sociedade Brasileira de Análises Clínicas realiza o Congresso Brasileiro de Análises Clínicas com o intuito de aprimorar o conhecimento técnico dos congressistas e apresentar na área de exposição os mais recentes equipamentos, produtos e serviços do setor. Considerado pelos participantes, expositores, conferencistas e o mercado em geral, como o maior e mais importante congresso na área de análises clínicas da América Latina. 


Novo alto-falante bluetooth de alta definição para celulares, MP3 Players, PCs e iPods

A conexão bluetooth chegou de vez e veio para ficar. Tanto que a francesa Parrot, uma das maiores fabricantes de equipamentos automotivos como kit viva-voz, está apostando nessa tecnologia e lança o Boombox. Trata-se de um alto-falante estéreo digital bluetooth de alta definição para equipamentos com entrada A2DP para celulares, smartphones, tocadores MP3, PCs e iPods. A novidade está sendo trazida para o País pela distribuidora brasileira Mobimax e o produto está à venda nas melhores lojas do ramo.

Com três drivers de alto-desempenho, o Boombox garante alto desempenho do som e possui a função crystal clear para garantir a qualidade e retirar ruídos indesejáveis do som. Com controle remoto, o produto funciona até à distância de 10 metros, é bivolt e tem amplificador de 60 Watts digital. A sua freqüência viaria de 80 Hz a 20 kHz e é portátil. 

O novo produto também vem com um plugue P2/P2, para quem não tem conexão bluetooth e quer desfrutar da qualidade de som do Boombox.

A grande vantagem do Boombox é permitir escutar as músicas que estão armazenadas em qualquer aparelho com conexão bluetooth. O lançamento tem design arrojado, pesa 5,6 kg e suas dimensões são de 430 x 150 x 225 mm. “Todas as músicas preferidas guardadas no iPod, MP3 player, PCs e outros equipamentos podem ser ouvidas com alta definição no Boombox”, explica o Diretor Geral da Mobimax, Mario W. Okuno. 

Onde encontrar e preço sugerido:

O produto pode ser encontrado nas grandes lojas de varejo e nos melhores pontos de venda de informática do Brasil. O preço sugerido ao consumidor final é R$ 1.490,00. 


Sobre a Mobimax
Distribuidora brasileira, fundada em 2002, que atua nas áreas de computação móvel e periféricos de informática. Os principais itens distribuídos são acessórios para iPod, PDAs, telefones celulares, mesas gráficas, impressoras térmicas, dentre outros. E agora também passou a distribuir para o setor automotivo: navegadores GPS, kit viva-voz bluetooth, suportes para dispositivos móveis, entre outros. Além de sua linha de produtos de marca própria, a Mobimax representa atualmente inúmeras empresas instaladas na Europa, Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Japão, Taiwan, Hong Kong e China. Entre elas: Arkon, Apple, Seiko, Sandisk, Parrot, Aceeca, Griffin, Armor, OtterBox, Sergio, Textra, iKit, HardCandy e Dension. Os produtos são encontrados nas grandes lojas de varejo e nos melhores pontos de venda de informática do Brasil. Mais informações no site:
www.mobimax.com.br


Termocolor marca presença na Brasilplast 2007

A Termocolor, uma das maiores fabricantes nacional de masterbatches, marca sua presença na Brasilplast - Feira Internacional da Indústria do Plástico. O evento acontece de 7 a 11 de maio, no Centro de Exposições Anhembi, em São Paulo (SP). Como acontece em todas as edições da Brasilplast, a Termocolor participa com o objetivo de fortalecer sua imagem e estreitar o relacionamento com seus clientes, parceiros e todo o setor de plástico em geral. "A Brasilplast é uma grande vitrine do que acontece no mercado nacional de plástico e é um momento importante para encontrarmos com o cliente", afirma o Gerente Comercial da Termocolor, Julio Isola. 

Organizada e promovida pela Alcantara Machado Feiras de Negócios, a feira tem 65% de fabricantes de máquinas e equipamentos brasileiros e internacionais, 25% de fornecedores de resinas e material plástico e 10% de artigos transformados. Na edição anterior da Brasilplast, os expositores estrangeiros tiveram participação expressiva, com 121 empresas norte-americanas, 111 alemãs, 81 italianas, 25 argentinas, 24 suíças e 23 francesas. Japão, Portugal, Áustria, Canadá, Coréia, Espanha, México, Reino Unido e Taiwan, entre outros, integraram também a lista de países representados. 

A Brasilplast 2007 contará com cerca de 1.300 expositores e ocupará 76 mil metros quadrados do Pavilhão de Exposições do Anhembi, devendo ainda superar o número de visitantes registrado na edição anterior - 60.996 compradores do Brasil e 1.977 compradores estrangeiros, de 58 países da América do Sul, América do Norte, Europa, Ásia e África. Paralelamente à feira, os visitantes terão oportunidade de participar de seminários e palestras técnicas com a presença de empresários, especialistas e autoridades do setor. 

A feira conta com o apoio da Abiplast - Associação Brasileira da Indústria do Plástico, Abimaq - Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos, Siresp Sindicato das Indústrias de Resinas Sintéticas do Estado de São Paulo e Abiquim -Associação Brasileira da Indústria Química. 

Sobre a Termocolor

Fundada em 1984, a empresa brasileira Termocolor fabrica uma ampla linha de produtos que incluem: masterbatches, compostos e aditivos e oferece o serviço de beneficiamento. Atuando em todo o território nacional e localizada em Diadema (SP), a empresa prima pela qualidade de seus produtos e pelo atendimento oferecido aos clientes. 


logo conecte 2014 conteudo