Notícias

Setor farmacêutico conta agora com a TRD no armazenamento de seus produtos para campanhas de Marketing Direto

A TRD Marketing Solutions, empresa brasileira especializada na gestão e operacionalização de ações de Marketing Direto, acaba de receber a certificação da Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa), órgão que supervisiona e controla todo o processo de fabricação dos medicamentos. O certificado, obtido depois de seguir todas as exigências solicitadas, confere a TRD Marketing a possibilidade de armazenar e manusear materiais e produtos em suas instalações para realização de campanhas do setor farmacêutico para todo o País. 

“Fazemos parte agora de um pequeno grupo de empresas de Marketing Direto que têm o certificado da Covisa e isso vai facilitar em muito o nosso trabalho. O processo para conquistar a certificação levou mais de seis meses e já tínhamos clientes aguardando ansiosamente por isso”, afirma o Diretor Geral da TRD Marketing, Wagner Matheus. 

A TRD Marketing sempre realizou campanhas de Marketing Direto para empresas do setor farmacêutico, mas não armazenava os produtos em suas instalações. Graças à certificação da Covisa e a contratação de uma farmacêutica responsável pelas operações, a empresa está agora habilitada a prestar o serviço por completo. 

Sobre a TRD Marketing

A TRD atua no mercado há seis anos e conta com expertise no segmento farmacêutico e de saúde, com habilitação para armazenagem e manuseio de medicamentos e afins, além de vivência extensa em setores como varejo, financeiro, mercado imobiliário, indústria e agências de propaganda de uma forma geral. Entre seus clientes estão companhias como Bayer, Bristol-Myers Squibb, Merck, Johnson & Johnson, Instituto Eco Futuro, Bunge, Reckitt Benckiser e Pão de Açúcar. Mais informações no site: www.trd.com.br


Desmistificando a sigla MDM para o seu negócio*

Entre tantas siglas lançadas no mercado e já consagradas como: ERP, BI, CRM, BPM, entre outras, eis que surge a Master Data Management (MDM). Não acredito que seja apenas um modismo do mercado a sigla MDM e acho que veio para ficar. Na Wikipedia, famosa enciclopédia livre da Internet, já consta uma definição um tanto quanto filosófica. Outros a descrevem simplesmente como um conceito para gestão de dados. 

Eu, particularmente, acredito que MDM seja uma estratégia continuada e muito definida, na qual é possível se organizar os dados e submetê-los a regras internas ou mesmo a algumas regras de mercado como Sarbanes-Oxley, Basiléia II, entre outras. Isso tudo com o objetivo da atualização, validação, padronização ou até mesmo para confirmar a data de validade deste dado.

Trazendo essa definição para o cenário corporativo mundial, podemos notar uma competição cada vez mais acirrada no mercado e as empresas buscando mais agilidade na tomada de decisões e se adaptando a novos negócios. Portanto, é fundamental a adoção de uma estratégia, como a MDM, que garanta essa agilidade, com segurança das informações obtidas.

Vale ressaltar que a implementação desta estratégia depende muito mais de um claro entendimento sobre quais são os dados relevantes para as companhias, quais os procedimentos serão adotados em caso de não-conformidade e da definição clara das regras a que os dados são submetidos do que unicamente da tecnologia.

Assim sendo, acredito que o sucesso da implantação de uma plataforma de gerenciamento de dados (MDM) deve-se a continuidade do trabalho de gestão das não-conformidades e a administração das regras e padrões existentes ou a criação de novos conceitos, que traduzam melhor o cenário atual das corporações ou qualquer mudança no segmento em que elas atuam.

*Wagner Matheus – Diretor Geral da TRD Marketing Solutions, empresa brasileira especializada em Marketing Direto.


Software de navegação iGo para PDA e Smartphone é distribuído pela Mobimax

Para aqueles que possuem PDA e Smartphone uma grande novidade é a chegada do software de navegação que vem em um cartão de memória no mercado brasileiro. A Mobimax, distribuidora brasileira de acessórios e periféricos de informática e automotivo, acaba de fechar um acordo de distribuição exclusiva com a desenvolvedora Nav N Go. O lançamento estará disponível no final deste mês nas principais revendas de informática do País e será exibido pela Mobimax durante a Feisa – Feira Internacional do Setor Automotivo, entre os dias 22 a 26 de abril, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP). 

O novo software de navegação é compatível com PDAs e smartphones HTC, entre outras. A cobertura é de 65% do território brasileiro. São 210 cidades navegáveis, 49 mil pontos de interesse, 5.945 municípios e 884 mil km de ruas, estradas e rodovias. O cartão tem capacidade de 1GB e pode ser utilizado como SD, Mini e Micro. 

O aplicativo traz como inovação aceitar coordenada numérica, realizar rotas e itinerários com trajetos mais rápidos e mais curtos, oferecer indicação precisa por voz e possuir interface simples e intuitiva. Além disso o software de navegação é anti-pirataria, pois tem um código, no qual só roda no cartão original.

“O software da iGo é uma excelente opção para os donos de PDAs e Smartphones que possuem a função de GPS, mas não tem o mapa. A grande vantagem é transformar o PDA ou Smartphone em um navegador GPS de altíssima precisão”, afirma o Diretor Geral da Mobimax, Mario W. Okuno. 

Preço:

O preço sugerido do software de navegação iGo é R$399,00 e pode ser encontrado nas maiores revendas de informática do País a partir do final deste mês.


Sobre a Mobimax
Distribuidora brasileira, fundada em 2002, que atua nas áreas de computação móvel e periféricos de informática. Os principais itens distribuídos são acessórios para iPod, PDAs, telefones celulares, mesas gráficas, impressoras térmicas, dentre outros. E agora também passou a distribuir para o setor automotivo: navegadores GPS, kit viva-voz bluetooth, suportes para dispositivos móveis, entre outros. Além de sua linha de produtos de marca própria, a Mobimax representa atualmente inúmeras empresas instaladas na Europa, Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Japão, Taiwan, Hong Kong e China. Entre elas: Arkon, Apple, Seiko, Sandisk, Parrot, Aceeca, Griffin, Armor, OtterBox, Sergio, Textra, iKit, HardCandy e Dension. Os produtos são encontrados nas grandes lojas de varejo e nos melhores pontos de venda de informática do Brasil. Mais informações no site:
www.mobimax.com.br


Mobimax lança capas de microfibra para Macbook e Macbook Pro

A Mobimax, distribuidora brasileira de acessórios e periféricos de informática, está trazendo para o País um novo modelo de capa de microfibra para os computadores móveis da Apple – Macbook e Macbook Pro. 

A novidade está disponível em duas cores: preto e cinza e servem para os tamanhos de 13”, 15” e 17”. A capa é feita de microfibra, tecido que estica e se molda perfeitamente ao notebook, evitando riscos e danos ao seu acabamento. 

“O aumento das vendas de notebooks da Apple no País é um fato, isso em virtude do preço mais acessível, das funcionalidades do sistema Mac Os e do designer inovador. Resultado, os usuários querem e solicitam capas para protegerem seus equipamentos, como este aqui que estamos lançando agora”, afirma o Diretor Geral da Mobimax, Mario W. Okuno.

Preço:

O preço sugerido da capa de microfibra é R$129,00 para o modelo de 17” e para os modelos de 15” e 13,” respectivamente, R$ 119,00 e R$ 109,00. Podem ser encontradas neste mês nas lojas A2You e a partir de maio nas maiores revendas de informática do País.


Sobre a Mobimax
Distribuidora brasileira, fundada em 2002, que atua nas áreas de computação móvel e periféricos de informática. Os principais itens distribuídos são acessórios para iPod, PDAs, telefones celulares, mesas gráficas, impressoras térmicas, dentre outros. E agora também passou a distribuir para o setor automotivo: navegadores GPS, kit viva-voz bluetooth, suportes para dispositivos móveis, entre outros. Além de sua linha de produtos de marca própria, a Mobimax representa atualmente inúmeras empresas instaladas na Europa, Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Japão, Taiwan, Hong Kong e China. Entre elas: Arkon, Apple, Seiko, Sandisk, Parrot, Aceeca, Griffin, Armor, OtterBox, Sergio, Textra, iKit, HardCandy e Dension. Os produtos são encontrados nas grandes lojas de varejo e nos melhores pontos de venda de informática do Brasil. Mais informações no site:
www.mobimax.com.br


A importância do planejamento antes da Virtualização*

Outro dia fui a uma empresa fazer uma visita e o cliente me informou inicialmente que já tinha adquirido três servidores para fazermos a Virtualização. Parei e pensei: “Será que os servidores são adequados para a Virtualização?” Infelizmente esse tipo de coisa acontece e creio que é importante alertar os gestores sobre tal atitude. 

Muitas vezes, não é necessário nem comprar três servidores, dependendo do caso, outras vezes os equipamentos não são os adequados. Diante disso, precisei esclarecer que o primeiro passo é verificar a funções destes servidores e depois elaborar um plano de Virtualização. Ou seja, também é necessário fazer um planejamento com simulações do cenário antes de partirmos efetivamente para o processo. 

Muitos gestores sabem da importância do planejamento, entretanto acabam cometendo esse erro tão comum quando pensam em Virtualização. Muitos parâmetros precisam ser pensados e levados em conta e é necessário ter exata noção destas variáveis antes de iniciar o projeto. Além disso, com o planejamento é possível saber o tempo de duração, realizar a escolha do software e hardware adequados e ter uma noção exata dos custos envolvidos. 

Atualmente, um fornecedor de soluções para virtualização, está capacitando seus parceiros para utilização de uma ferramenta de capacity planning para virtualização de servidores. Esta aplicação é implantada no ambiente de rede da empresa, e coleta durante o ciclo de 30 dias, os dados sobre o uso dos servidores, oferecendo, por exemplo, um percentual diário da utilização da memória e do processador. A partir de todas as informações coletadas, é possível planejar melhor como e quantos servidores podem ser virtualizados. O sistema monta facilmente cenários virtualizados a partir das necessidades do cliente. Depois disso, o cliente pode definir o que deseja e ter um orçamento real da Virtualização. Ou seja, é mais uma opção para o cliente que quer Virtualizar seu ambiente. 

logo conecte 2014 conteudo